E o mercado financeiro nesse ano de eleição?

por Claudio Moura
Diretor Financeiro

Ano de eleição é sempre uma preocupação para os investidores do mercado financeiro. Essa preocupação faz sentido aqui no Brasil? Estatísticas dizem que sim. Pelo menos quando o resultado da eleição está aberto.

Um exemplo claro disso aconteceu na eleição de 2014, onde a chance de troca de governo estava fazendo muito preço nos ativos brasileiros. O auge da alta do Ibovespa foi quando a morte de Eduardo Campos fez com que Dilma Roussef deixasse de ser favorita nas pesquisas:

Em anos que a eleição é dada como mais certa, os movimentos (com ligação política) são mais leves e a bolsa reage mais calmamente a pesquisas de intenção de votos e acontecimentos políticos.

Dentre as ações que ficam mais voláteis estão as estatais, que passam a ser controladas pelo vencedor de seus pleitos. Dependendo da cabeça do partido vencedor. Nesse mesmo período do quadro acima, a oscilação do ativo PETR4 (Petrobras PN) foi extremamente mais volatil:

Não apenas as estatais federais, como as estaduais estão sujeitas a forte variação na época de eleições.

As seguintes estatais são negociadas na bolsa: Petrobras (PETR3 e PETR4), Banco do Brasil (BBAS3), BB Seguridade (BBSE3), BR Distribruidora (BRDT3), Cemig (CMIG4), Cesp (CESP6) Copel (CPEL6), Eletrobras (ELET3 e ELET6), Eletropar (LIPR3), EMAE (EMAE4), Casan (CASN3), Copasa (CSMG3), Sabesp (SBSP3), Sanepar (SAPR4), Telebras (TELB3 e TELB4), SPTuris (AHEB3), Banco Amazônia (BAZA3), Banese (BGIP4), Banestes (BEES4), Banpará (BPAR3), Banrisul (BRSR3 e BRSR6), BRB Banco (BSLI4), Nord Brasil (BNBR3), CEB (CEBR6), CEEE-D (CEED4), CEEE-GT (EEEL4), Celesc (CLSC4) e Celgpar (GPAR3).

Esse tipo de evento ocorre em ao redor do mundo, mas uma curiosidade é o caso dos Estados Unidos. Ao analisar os dados, vemos que em 21 anos eleitorais, apenas 4 tiveram um retorno negativo no S&P 500.

S&P 500 Stock Market Returns During Election Years
Year Return Candidates
1928 43.60% Hoover vs. Smith
1932 -8.20% Roosevelt vs. Hoover
1936 33.90% Roosevelt vs. Landon
1940 -9.80% Roosevelt vs. Willkie
1944 19.70% Roosevelt vs. Dewey
1948 5.50% Truman vs. Dewey
1952 18.40% Eisenhower vs. Stevenson
1956 6.60% Eisenhower vs. Stevenson
1960 0.50% Kennedy vs. Nixon
1964 16.50% Johnson vs. Goldwater
1968 11.10% Nixon vs. Humphrey
1972 19.00% Nixon vs. McGovern
1976 23.80% Carter vs. Ford
1980 32.40% Reagan vs. Carter
1984 6.30% Reagan vs. Mondale
1988 16.80% Bush vs. Dukakis
1992 7.60% Clinton vs. Bush
1996 23.00% Clinton vs. Dole
2000 -9.10% Bush vs. Gore
2004 10.90% Bush vs. Kerry
2008 -37.00% Obama vs. McCain
2012 16.00% Obama vs. Romney
2016 9.54% Trump vs. Clinton

Fonte: thebalance.com

Mais Lidas